Polícia reprime com violência marcha da maconha

Gs lacrimogneo usado para dispersar manifestantes; debate, que necessrio, vem sendo interditado

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A Polícia Militar informou neste sábado que oito pessoas foram detidas durante um protesto a favor da liberdade de expressão, na Avenida Paulista, em São Paulo nesta tarde. Eles foram levados para o 78º Distrito Policial. Para dispersar os manifestantes, a PM lançou bombas de gás lacrimogêneo.

Aproximadamente 500 pessoas se reuniram no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, às 14 horas, em manifestação contra a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) que proibiu a realização da Marcha da Maconha, marcada para acontecer hoje. A decisão da 2a Câmara de Direito Criminal, foi motivada por uma ação do Ministério Público Estadual, que enxerga no movimento o crime de indução ou instigação ao uso de drogas.

A manifestação fechou o tráfego na Avenida Paulista entre 15 horas e 15h25, na altura da Rua Peixoto Gomide, segundo informou a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Depois, o grupo seguiu pela Rua da Consolação. O protesto terminou por volta de 15h30.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email