Policiais ocupam cracolândia de São Paulo

At esta manh, PMs abordaram pelo menos 300 pessoas na rea conhecida pelo grande nmero de usurios de crack; ao policial inclui a presena de membros da Cavalaria e cem militares; misso sufocar a ao de traficantes de droga

Policiais ocupam cracolândia de São Paulo
Policiais ocupam cracolândia de São Paulo (Foto: AYRTON VIGNOLA/AGÊNCIA ESTADO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Um efetivo de cerca de 100 policiais militares - dos batalhões de área e do Choque, incluindo a Cavalaria - deu continuidade, nesta madrugada, à operação na região conhecida como cracolândia no centro da capital paulista.

Em conjunto com órgãos da Prefeitura, a ação da PM teve início por volta das 8h30 de ontem. Nesta madrugada, a maioria dos usuários e alguns traficantes e droga, ao perceberem a chegada dos policiais, dispersavam-se e migravam momentaneamente para as proximidades das estações Luz e Júlio Prestes da CPTM, retornando após a passagem dos policiais.

Segundo o coronel Wagner Rodrigues, que comanda o Policiamento Militar na área central paulistana, o objetivo da PM é sufocar a ação dos traficantes de drogas e inibir nesta região demais crimes, como roubos, assaltos e furtos, oriundos da concentração de usuários e traficantes. Mais de 150 pessoas já foram abordadas pela PM desde o início da operação; três delas, sendo dois traficantes e um homem procurado pela justiça, foram presas.

Armas de brinquedo utilizadas em assaltos também foram apreendidas pelos policiais. Mais de 7 toneladas de lixo que se acumulam nas ruas da cracolândia foram recolhidas por funcionários da Prefeitura. A operação deve ocorrer até o dia 31 deste mês e faz parte de uma nova fase da "Ação Integrada Centro Legal", iniciada há um ano e meio.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email