Por ataques a Renan Calheiros, Conselho do MP pune Dallagnol com censura: 9 a 1

Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu aplicar a pena de censura ao procurador e ex- coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. Punição foi feita a partir de um procedimento aberto a pedido do senador Renan Calheiros

Deltan Dallagnol e Renan Calheiros
Deltan Dallagnol e Renan Calheiros (Foto: ABr | Pedro França/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu, por 9 votos a 1, aplicar a pena de censura ao procurador e ex- coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. A punição foi feita a partir de um procedimento aberto no CNMP a pedido do senador Renan Calheiros (MDB-AL), que alegou que Dallagnol usou o cargo para tentar interferir na eleição para a presidência do Senado em 2019. 

A punição de censura cria dificuldades para que Deltan Dallagnol suba no quadro de carreiras do Ministério Público, a partir de promoções caso havia sido suspenso por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, mas o ministro Gilmar Mendes derrubou a medida alegando que havia o riso de prescrição. 

Na queixa, Renan reclamou de mensagem compartilhada pelo procurador, na qual ele dizia que Renan, se eleito, dificultaria o combate à corrupção. O senador acabou perdendo a disputa pelo comando do Senado para Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Inscreva-se na TV 247 e assista a Boletim sobre o assunto:

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247