Postos de MG registram falta do combustíveis por bloqueio em bases de distribuidoras

Fecombustíveis diz que se não houver acordo com o governo de Minas Gerais para fim dos protestos dos "tanqueiros" mais estabelecimentos ficarão sem combustíveis até o final desta sexta-feira. Os transportadores de combustíveis reivindicam principalmente uma redução da alíquota do ICMS no diesel

www.brasil247.com - Cade investiga cartel em distribuidoras de combustível em sete cidades do País
Cade investiga cartel em distribuidoras de combustível em sete cidades do País (Foto: Divulgação)


Reuters - Postos de combustíveis de Minas Gerais já registram falta do produto devido a protesto que bloqueia o transporte em bases de distribuidoras em Betim desde quinta-feira (21), disse à Reuters o presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares.

Segundo ele, a escassez de combustíveis é mais sentida na região metropolitana de Belo Horizonte, onde filas de veículos se formam para o abastecimento.

O presidente da Fecombustíveis, ele próprio dono de postos que já estão com tanques secos, disse ainda em entrevista por telefone que, se não houver acordo com o governo de Minas Gerais para fim dos protestos, mais estabelecimentos ficarão sem combustíveis até o final do dia.

O protesto é realizado pelos chamados "tanqueiros", que são transportadores de combustíveis. Eles reivindicam principalmente uma redução da alíquota do ICMS no diesel, para eventualmente conseguirem redução de custos.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email