PF tem 10 dias para ouvir Bolsonaro sobre vazamento de dados sigilosos

Prazo concedido pelo ministro do STF Alexandre de Moraes termina no dia 28 de janeiro e vem sendo negligenciado pela Polícia Federal

www.brasil247.com -
(Foto: ABr)


247 - O prazo concedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes para que Jair Bolsonaro (PL) seja ouvido no âmbito das investigações que apuram o vazamento do inquérito do ataque hacker ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral termina no dia 28 de janeiro. O chefe do Executivo foi intimado a depor no final de novembro no caso que faz parte do inquérito das fake news.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, “em 29 de novembro, o ministro deu prazo de 15 dias para que a oitiva fosse realizada. Quando o tempo estava para esgotar, a AGU (Advocacia-Geral da União) pediu prorrogação, e Moraes concedeu mais 45 dias de prazo”.

A investigação sobre o vazamento teve início após Bolsonaro conceder uma entrevista, em 4 de agosto de 2021, e fazer uso das informações sigilosas do inquérito para atacar a segurança das urnas eletrônicas.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Essa será a segunda vez que Bolsonaro será ouvido pela PF. A primeira foi no inquérito que apura a suspeita de interferência política no órgão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email