Prefeitas abrem mais espaço para mulheres em secretarias, diz pesquisa

Pesquisa feita pelo Instituto Alziras, divulgada nesta terça-feira (13), mostra que 55% das 649 prefeitas têm pelo menos 40% de seu secretariado formado por mulheres; eleitas em 2016, as prefeitas comandam 11,7% dos municípios brasileiros e, de acordo com o levantamento, 70% delas já haviam ocupado outros cargos na administração pública

Prefeitas abrem mais espaço para mulheres em secretarias, diz pesquisa
Prefeitas abrem mais espaço para mulheres em secretarias, diz pesquisa (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa feita pelo Instituto Alziras, divulgada nesta terça-feira (13), mostra que 55% das 649 prefeitas têm pelo menos 40% de seu secretariado formado por mulheres. O nome do instituto é uma homenagem a Alzira Soriano, primeira mulher a comandar uma prefeitura no Brasil, a de Lages, no Rio Grande do Norte, em 1928.

Eleitas em 2016, as prefeitas comandam 11,7% dos municípios brasileiros e, de acordo com o levantamento, 70% delas já haviam ocupado outros cargos na administração pública; 60% já tinham sido eleitas para outros cargos (vereadoras ou deputadas) e 88% tiveram atuação política, seja dentro de partidos ou em movimentos sociais.

Segundo a pesquisa, na comparação com os homens, elas são mais bem preparadas: 71% das prefeitas têm curso superior, contra 50% dos prefeitos. Uma parcela de 42% tem cursos de pós-graduação.

"Os municípios são a porta de entrada para a política e é nas cidades que a política é mais concreta", diz Michelle Ferreti, codiretora do instituto. "Ao ter mulheres como secretárias, as prefeitas ajudam a mostrar que há espaço para as mulheres na política e que ele deve ser ocupado", complementa.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email