Prefeito: “Tragédia ocorreria de qualquer maneira”

Político tradicional do PMDB gaúcho, o prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer, ainda não sabe bem o que ocorreu na boate Kiss, onde morreram 236 jovens; "Sei por assessores que a situação com a Prefeitura estava toda certa", afirmou; "Com ou sem essa autorização, a tragédia ocorreria de uma maneira ou outra", completou; filha pediu para Schirmer tornar "a cidade mais feliz"; renúncia ao cargo não está em seus planos

Prefeito: “Tragédia ocorreria de qualquer maneira”
Prefeito: “Tragédia ocorreria de qualquer maneira”
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Tradicional político do PMDB gaúcho, o prefeito em segundo mandato de Santa Maria, Cezar Schirmer, ainda não consegue dar a importância devida ao fato de a boate Kiss, onde morreram 236 jovens durante e após um incêndio na madrugada do domingo 27, funcionar sem alvará do Corpo de Bombeiros. "Até onde eu fui informado, do ponto de vista da Prefeitura a boate estava regular, faltava apenas um alvará do Corpo de Bombeiros", disse ele em entrevista ao site Terra. "Mas mesmo com o alvará valendo ou não, a tragédia ocorreria de qualquer maneira", completou ele. Nas últimas horas, enquanto acompanhou os socorros, os velórios e os enterros das vítimas, Schirmer divulgou ter recebido um pedido de sua filha para tornar "a cidade mais feliz". Mas ele não cogita renunciar ao mandato.

Ex-secretário da Fazenda do Estado e deputado federal por três mandatos, Schirmer mandou lacrar a boate após a tragédia. Antes do incêndio, ele nunca pensou em adotar tal medida, apesar da falta de saída de emergência e de banheiros sem janelas. Em sua primeira administração e até o momento, Schirmer igualmente jamais cogitou tomar alguma medida contra shows pirotécnicos dentro de recintos fechados. "Acho que esse foi o maior problema", reconheceu após o fato. O prefeito está disposto, agora, a proibir espetáculos desse tipo nos ambientes fechados da cidade.

Em razão da prorrogação sem licitação dos contratos de empresas de ônibus de Santa Maria, Cezar Schirmer está respondendo a processo por improbidade administrativa. Ele prometeu ir, mas, na hora marcada, não compareceu a audiência pública na Câmara dos Vereadores, para discutir o assunto com a população que lotou as dependências da Casa. Para ele, a tragédia "é ruim para todos nós".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247