Presa quadrilha que desviava cartões de crédito nos Correios

Batizada de Operao Crdito Fcil, a ao conta com 250 policiais, que cumpriem 42 mandados de priso e 58 de busca e apreenso, na regio da Grande So Paulo e nas cidades de Itapetininga e Limeira

Presa quadrilha que desviava cartões de crédito nos Correios
Presa quadrilha que desviava cartões de crédito nos Correios (Foto: MARCIO FERNANDES/AGÊNCIA ESTADO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - A Polícia Federal (PF) faz hoje (9) uma operação para prender uma quadrilha que desviava cartões de crédito de dois centros de triagem dos Correios. Batizada de Operação Crédito Fácil, a ação conta com 250 policiais, que cumprem 42 mandados de prisão e 58 de busca e apreensão, na região da Grande São Paulo e nas cidades de Itapetininga e Limeira.

Além de usar os cartões desviados, segundo a PF, o grupo também é acusado de clonar cartões e falsificar cheques. A estimativa é que, de janeiro de 2010 até outubro deste ano, o prejuízo causado pela quadrilha chegue a R$ 4 milhões, somente com o desvio de cartões da Caixa Econômica Federal. Mas, se consideradas as fraudes feitas em outros bancos, esse valor pode triplicar, de acordo com a PF.

As investigações fazem parte do Projeto Tentáculos, uma parceria entre a Caixa, o Ministério Público Federal e a PF, que usa um software especialmente desenvolvido para investigar fraudes bancárias contra a instituição financeira. Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado, estelionato, receptação, formação de quadrilha, uso de documento falso e lavagem de dinheiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email