Presidente da OAB diz que ministros do STF foram ameaçados de morte

O presidente da OAB nacional, Felipe Santa Cruz, filho de Fernando Santa Cruz, que está na lista dos mortos e desaparecidos da ditadura militar, denunciou em março passado que os ministros do STF "foram ameaçados de morte"

(Foto: ABr | STF)

O presidente da OAB nacional, Felipe Santa Cruz, denunciou em março passado que os ministros do STF "foram ameaçados de morte"; a denúncia ganha novas cores depois da decisão da Segunda Turma do Supremo que nesta terça-feira (25) negou a liberdade ao ex-presidente Lula.

Filho de Fernando Santa Cruz, que está na lista dos mortos e desaparecidos da ditadura militar, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil afirmou às jornalistas Carolina Bahia e Silvana Pires, da GZH: "Eu tinha informações de que os ministros foram ameaçados de morte. Pela primeira vez na nossa democracia tivemos um atentado a um candidato à presidência, assassinato de uma militante eleita para o parlamento municipal, no Rio, que até hoje não se sabe os mandantes. Uma explosão de violência no país. A quem serve a isso?  Desvendar de onde vem essas milícias, os robôs que as alimentam, o ódio, isso interessa a todos".


 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247