Presidente do PSOL critica posição de Lula sobre protestos de 2013

Presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, criticou a poisção do ex-presidente Lula de que os EUA foram os responsáveis pela articulação das manifestações de 2013 no Brasil. Para ele, as manifestações daquele ano não devem ser resumidas a uma “armação da CIA”

(Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados | 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Luisa Fragão, na Revista Fórum -  O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, foi às redes sociais nesta sexta-feira (27) para criticar a opinião do ex-presidente Lula de que os Estados Unidos foram os responsáveis pela articulação das manifestações de 2013 no Brasil. De acordo com Juliano, o fenômeno social daquele ano não deve ser resumido em uma “armação da CIA”.

“Quer dizer que as centenas de historiadores, sociólogos e cientistas políticos de ESQUERDA estão perdendo tempo ao estudar 2013 como um fenômeno social complexo que estava em disputa porque, na verdade, tudo não passou de uma armação da CIA? Discordo”, escreveu, ao compartilhar a reportagem da Fórum com a posição do ex-presidente.


Em seguida, o presidente do PSOL citou intelectuais de esquerda que entendem as manifestações de junho como um fenômeno social complexo, como Vladimir Safatle, André Singer, Flávia Biroli e Leonardo Avritzer.  “Boaventura de Sousa Santos caracteriza junho de 2013 como parte das chamadas ‘revoltas de indignação’ que ocorreram no mundo todo a partir de 2011. Me alinho a essa interpretação (uma entre tantas outras). Por isso divirjo da ideia de que tudo não passou de uma armação da CIA”, acrescentou.

Leia a íntegra na Revista Fórum

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247