Primeira Turma do STF forma maioria para manter Arthur Lira como réu

Líder do Centrão, deputado Arthur Lira (PP) é apontado como o candidato preferido de Jair Bolsonaro à presidência da Congresso

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - Três dos cinco ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram pela manutenção da ação penal por corrupção contra o deputado federal Arthur Lira (PP-AL).

Com a decisão do STF na tarde desta terça-feira (24), o deputado federal Arthur Lira, líder do centrão no Congresso, sofreu uma derrota para quem deseja se tornar presidente da Câmara dos Deputados em 2021. As informações foram publicadas pelo portal UOL.

Arthur Lira é apontado como o candidato preferido pelo presidente Jair Bolsonaro à presidência da Congresso. A eleição para o comando da casa está marcada para fevereiro do ano que vem.

Hoje (24), os ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello votaram pela rejeição do recurso da defesa e pela manutenção da ação penal. O julgamento foi suspenso por um pedido de vista do processo feito pelo ministro Dias Toffoli. Além de Toffoli, ainda falta votar a ministra Rosa Weber.

Entenda o caso

Em outubro do ano passado, a primeira turma do STF decidiu receber uma denúncia contra Lira e abrir uma ação penal contra o deputado.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) acusa o parlamentar de ter aceitado propina no valor de R$ 106 mil em troca de apoio político para a manutenção no cargo do então presidente da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU), Francisco Colombo.

Segundo a denúncia, a quantia teria sido entregue em dinheiro vivo por um assessor parlamentar enviado ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo, a pedido do deputado. A defesa do deputado nega os crimes e aponta "falta de coerência" na acusação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247