Procurador atesta: mensagens sobre Moro são verdadeiras

Apesar da nota divulgada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), que alerta sobre a impossibilidade de avaliar a veracidade das mensagens publicadas pelo The Intercept, um procurador da República confirmou ao jornal O Correio Braziliense que as mensagens sobre Moro são verdadeiras.

www.brasil247.com - Brasília: Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ dp senado.
Brasília: Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ dp senado. (Foto: Lula Marques)


247 -  Apesar da  nota divulgada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), que alerta sobre a impossibilidade de avaliar a veracidade das mensagens publicadas pelo The Intercept, um procurador da República confirmou ao jornal O Correio Braziliense que as mensagens sobre Moro são verdadeiras.

A reportagem destaca que "integrantes da força-tarefa da Lava-Jato revelam preocupações com a possibilidade de que o então juiz Sérgio Moro aceitasse convite para compor a equipe de ministros do presidente Jair Bolsonaro. Nas mensagens publicadas, a procuradora Monique Cheker critica a condução dos processos da Lava-Jato pelo ministro na época em que ele era juiz no Paraná. "Moro viola sempre o sistema acusatório e é tolerado por seus resultados", teria dito Monique. Em um grupo no aplicativo Telegram, os procuradores teriam demonstrado preocupação com o fato de Moro marcar encontros com o presidente Jair Bolsonaro após o resultado das eleições do ano passado."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A matéria ainda sublinha que "um dos que participam do diálogo é o procurador Alan Mansur, coordenador da Lava-Jato no Pará. Ele revela temor com a ida de Moro para o Ministério da Justiça. 'Tem toda a técnica e conhecimento para ser um excelente ministro da Justiça. E tentar colocar em prática tudo que ele acredita. Porém, o fato de ter aceitado, neste momento, entrar na política e desta forma, é muito ruim pra imagem de imparcialidade do sistema de justiça e MP em geral', disse."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email