Procuradora Laura Tessler chama Bolsonaro de Bozo: 'é muito mal visto'

A nova reportagem do Intercept Brasil, divulgada na madrugada deste sábado (29), revela que a procuradora federal Laura Tessler se referiu ao então candidato Jair Bolsonaro como Bozo e achava péssima a possibilidade do à época juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, virar ministro de Bolsonaro. "Péssimo. E Bozo é muito mal visto… se juntar a ele vai queimar o Moro", escreveu

www.brasil247.com - Procuradora Laura Tessler
Procuradora Laura Tessler


247 - A nova reportagem do Intercept Brasil, divulgada na madrugada deste sábado (29), revela que a procuradora federal Laura Tessler se referiu ao então candidato Jair Bolsonaro como Bozo e achava péssima a possibilidade do à época juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, virar ministro de Bolsonaro. "Péssimo. E Bozo é muito mal visto… se juntar a ele vai queimar o Moro", escreveu.

"Em mensagens trocadas com outros procuradores, Tessler afirmou que se Moro aceitasse ser ministro queimaria a Lava Jato e reforçaria a tese de que ele foi parcial nos processos contra o PT.  A procuradora Laura Tessler, também da força-tarefa, concordou com a avaliação: 'Tb acho péssimo. MJ nem pensar… além de ele não ter poder para fazer mudanças positivas, vai queimar a LJ. Já tem gente falando que isso mostraria a parcialidade dele ao julgar o PT. E o discurso vai pegar. Péssimo. E Bozo é muito mal visto… se juntar a ele vai queimar o Moro.' Viecili completou: 'E queimando o moro queima a LJ'. Outro procurador da operação, Antônio Carlos Welter, enfatizou que a postura de Moro era 'incompatível com a de Juiz'", revela a reportagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Laura Tessler é a mesma que, em revelação anterior do Intercept Brasil, feita por Reinaldo Azevedo, havia sido retirada da oitiva do ex-presidente Lula após Moro reclamar de seu desempenho. Nas mensagens trocadas entre Moro e Dallagnol, o primeiro se queixa da procuradora, cuja performance não lhe agradou, evidanciando mais uma vez o conluio entre Juízo e Procuradoria para condenar o ex-presidente Lula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email