Procuradores da República fazem congresso de 9 dias na Índia

De 1º a 9 de março, 17 procuradores da República estarão afastados de suas funções normais; a turma estará em viagem à Índia para o primeiro congresso organizado pela Associação Nacional dos Procuradores da República; o tema é “Organizações Criminosas e Tráfico de Pessoas”; as despesas da viagem são bancadas pelos próprios procuradores; apesar de o pretexto para a viagem ser o congresso sobre organizações criminosas, o roteiro dos procuradores inclui passeio pelo Taj Mahal e uma “relaxante aula de yoga”

De 1º a 9 de março, 17 procuradores da República estarão afastados de suas funções normais; a turma estará em viagem à Índia para o primeiro congresso organizado pela Associação Nacional dos Procuradores da República; o tema é “Organizações Criminosas e Tráfico de Pessoas”; as despesas da viagem são bancadas pelos próprios procuradores; apesar de o pretexto para a viagem ser o congresso sobre organizações criminosas, o roteiro dos procuradores inclui passeio pelo Taj Mahal e uma “relaxante aula de yoga”
De 1º a 9 de março, 17 procuradores da República estarão afastados de suas funções normais; a turma estará em viagem à Índia para o primeiro congresso organizado pela Associação Nacional dos Procuradores da República; o tema é “Organizações Criminosas e Tráfico de Pessoas”; as despesas da viagem são bancadas pelos próprios procuradores; apesar de o pretexto para a viagem ser o congresso sobre organizações criminosas, o roteiro dos procuradores inclui passeio pelo Taj Mahal e uma “relaxante aula de yoga” (Foto: José Barbacena)

247 - De 1º a 9 de março, 17 procuradores da República estarão afastados de suas funções normais. A turma estará em viagem à Índia para o primeiro congresso organizado pela Associação Nacional dos Procuradores da República. O tema é “Organizações Criminosas e Tráfico de Pessoas”.

"Os que comparecerem ficarão longe do trabalho de 28 de fevereiro a 10 de março, segundo a orientação na ANPR. A entidade pediu o afastamento dos procuradores para das datas de 2 e 3 de março. Nos outros dias, cada associado deverá solicitar férias para participar da viagem à Índia", informa o site Poder 360.

As despesas da viagem são bancadas pelos próprios procuradores. A hospedagem custa de US$ 4.577 a US$ 11.667 pelo período do congresso. O pagamento é feito em até 4 vezes, com autorização de desconto na folha. As parcelas incidem sobre os vencimentos de janeiro, fevereiro, março e abril de 2017.

"Apesar de o pretexto para a viagem ser 1 congresso sobre organizações criminosas, o roteiro dos procuradores inclui 1 passeio pelo Taj Mahal e uma “relaxante aula de yoga”, diz o site.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247