Programa de TV de Bolsonaro investe em clichês e ataques a Haddad

Os dez minutos de rádio e TV para a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) poderão parecer intermináveis a julgar pelo discurso monotemático da campanha do ex-capitão; segundo a coluna Painel do jornal Folha de S. Paulo, as inserções programadas de Bolsonaro irão atacar o rival Fernando Haddad; o nível do ataque é o conhecido: Bolsonaro acusará a esquerda de querer liberar a maconha e o aborto; noutra frente de ataques, a campanha de Bolsonaro irá acusar Haddad de 'empregado' do Lula

Programa de TV de Bolsonaro investe em clichês e ataques a Haddad
Programa de TV de Bolsonaro investe em clichês e ataques a Haddad (Foto: Reprodução/vídeo)

247 - Os dez minutos de rádio e TV para a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) poderão parecer intermináveis a julgar pelo discurso monotemático da campanha do ex-capitão. Segundo a coluna Painel do jornal Folha de S. Paulo, as inserções programadas de Bolsonaro irão atacar o rival Fernando Haddad. O nível do ataque é o conhecido: Bolsonaro acusará a esquerda de querer liberar a maconha e o aborto. Noutra frente de ataques, a campanha de Bolsonaro irá acusar Haddad de 'empregado' do Lula.

A reportagem contextualiza o programa televisivo de Bolsonaro: "em busca de um nocaute Jair Bolsonaro (PSL) não vai dar refresco a Fernando Haddad (PT) na propaganda que levará ao rádio. Todas as inserções do deputado têm pesadas críticas ao rival, a Lula e ao PT. Em uma das peças, o locutor diz que o Brasil tem dois caminhos, a direita e a esquerda, a quem acusa de querer liberar a maconha e o aborto –plataformas que Haddad não abraça. A Lava Jato é amplamente explorada, assim como as visitas do adversário ao ex-presidente que está preso em Curitiba".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247