PT: poder deve ser devolvido ao seu dono soberano, o povo

Executiva Nacional do PT divulgou nota nesta quinta-feira, 18, em que pede a imediata renúncia de Michel Temer e a realização de eleições gerais diretas para presidência da República; "Conclamamos à unidade de todas as forças progressistas e democráticas para acabar com o governo usurpador e suas reformas antipatrióticas, exigindo que o poder seja devolvido ao seu único soberano, o povo brasileiro. Não haverá saída democrática sem o voto universal, livre e direto. Qualquer tentativa de impor soluções sem novas eleições presidenciais diretas representará a continuidade do golpe contra a democracia", diz o partido presidido por Rui Falcão 

Executiva Nacional do PT divulgou nota nesta quinta-feira, 18, em que pede a imediata renúncia de Michel Temer e a realização de eleições gerais diretas para presidência da República; "Conclamamos à unidade de todas as forças progressistas e democráticas para acabar com o governo usurpador e suas reformas antipatrióticas, exigindo que o poder seja devolvido ao seu único soberano, o povo brasileiro. Não haverá saída democrática sem o voto universal, livre e direto. Qualquer tentativa de impor soluções sem novas eleições presidenciais diretas representará a continuidade do golpe contra a democracia", diz o partido presidido por Rui Falcão 
Executiva Nacional do PT divulgou nota nesta quinta-feira, 18, em que pede a imediata renúncia de Michel Temer e a realização de eleições gerais diretas para presidência da República; "Conclamamos à unidade de todas as forças progressistas e democráticas para acabar com o governo usurpador e suas reformas antipatrióticas, exigindo que o poder seja devolvido ao seu único soberano, o povo brasileiro. Não haverá saída democrática sem o voto universal, livre e direto. Qualquer tentativa de impor soluções sem novas eleições presidenciais diretas representará a continuidade do golpe contra a democracia", diz o partido presidido por Rui Falcão  (Foto: Aquiles Lins)

247 - A Executiva Nacional do PT divulgou nota nesta quinta-feira, 18, em que pede a imediata renúncia de Michel Temer e a realização de eleições gerais diretas para presidência da República. 

"Provas materiais, irrefutáveis, comprovam a natureza corrupta da coalizão de forças que se apossou do poder e vem impondo ao País uma agenda de 'reformas' antipopulares, antinacionais e antidemocráticas", diz o partido presidido por Rui Falcão. 

"Conclamamos à unidade de todas as forças progressistas e democráticas para acabar com o governo usurpador e suas reformas antipatrióticas, exigindo que o poder seja devolvido ao seu único soberano, o povo brasileiro. Não haverá saída democrática sem o voto universal, livre e direto. Qualquer tentativa de impor soluções sem novas eleições presidenciais diretas representará a continuidade do golpe contra a democracia", diz o PT. 

Leia na íntegra a nota do partido: 

"NOTA DA COMISSÃO EXECUTIVA NACIONAL DO PT

As denúncias contra o usurpador Michel Temer e vários de seus aliados, incluindo o senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, desmascaram em definitivo o bloco golpista.

Provas materiais, irrefutáveis, comprovam a natureza corrupta da coalizão de forças que se apossou do poder e vem impondo ao País uma agenda de "reformas" antipopulares, antinacionais e antidemocráticas.

Para viabilizá-las, principalmente a malfadada liquidação da previdência e dos direitos trabalhistas, o governo Temer recorre às mais nefastas práticas fisiológicas, à oferta de propinas e à malversação de recursos públicos. Tudo para atender às demandas do mercado e pagar a fatura ao grande capital que o colocou na presidência.

O país somente poderá superar a atual crise com o imediato afastamento de Michel Temer, a retirada das "reformas" antissociais e a convocação de eleições diretas já.

Conclamamos nossa militância a se engajar nas mobilizações por diretas já convocadas pela Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo, a começar pela jornada de lutas do próximo domingo, dia 21 de maio, em todo o território nacional.

Conclamamos à unidade de todas as forças progressistas e democráticas para acabar com o governo usurpador e suas reformas antipatrióticas, exigindo que o poder seja devolvido ao seu único soberano, o povo brasileiro.

Não haverá saída democrática sem o voto universal, livre e direto.

Qualquer tentativa de impor soluções sem novas eleições presidenciais diretas representará a continuidade do golpe contra a democracia.

São Paulo, 18 de maio de 2017

Comissão Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores"

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247