PT vai lançar programa pela democracia e o desenvolvimento nacional de oposição a Bolsonaro

Após a fala de Lula no 7 de setembro, em que o líder petista mostrou que está no jogo da disputa eleitoral de 2022, o PT vai lançar um plano político e econômico. Ideias principais são a democracia e o desenvolvimento nacional, eixo do combate da oposição a Bolsonaro

(Foto: RICARDO STUCKERT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Partido dos Trabalhadores vai lançar um documento, elaborado ao longo de três meses, com diretrizes para fazer oposição a Bolsonaro, ressaltando tópicos como democracia e economia.  

Trata-se de um programa de reconstrução do país no pós-pandemia, um texto de mais de 100 páginas em cujo centro estão a luta pela democracia e pelo desenvolvimento nacional, informa o Painel da Folha de S.Paulo. 

O partido espera com isso reaglutinar e mobilizar sua militância para assumir a frente da luta para retornar ao governo em 2022. 

O PT fará acenos também a aliados de esquerda para marcharem juntos na eleição presidencial. 

O documento, em cuja cuja elaboração o partido mobilizou 600 pessoas, será lançado na próxima semana, com a presença de militantes e representantes de movimentos sociais e está sendo considerado pela presidente da legenda, a deputada federal Gleisi Hoffmann , como a contribuição do partido ao debate da esquerda na oposição ao governo Bolsonaro. 

Em contraste com a orientação neoliberal e de arrocho fiscal do governo, a ideia dos petistas é promover uma transição de saída da crise sanitária e econômica e apontar soluções de mais longo prazo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email