PT vai recorrer ao Supremo contra votação da reforma da Previdência

O Partido dos Trabalhadores contesta o rito adotado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), na aprovação da reforma da Previdência. Advogados da sigla vão questionar no Supremo

Reforma da Previdência no Senado
Reforma da Previdência no Senado (Foto: Roque de Sá/Ag. Senado)

247 - O PT vai judicializar a votação da reforma da Previdência no Senado. Advogados da sigla vão questionar no STF o rito adotado pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), informa a coluna Painel da Folha de S.Paulo.  

O PT considera que alguns artigos da norma foram aprovados no segundo turno, mas não no primeiro.  

A Justiça será chamada pelo PT a se pronunciar sobre o trecho que institui a nova fórmula de cálculo, o que cria o pedágio de 100% nas regras de transição e o que trata dos novos regimes próprios da Previdência.   

O PT interpelou Davi Alcolumbre sobre o assunto nesta terça (22), mas ele ignorou.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247