Publicitário ataca nordestinos por votação e é suspenso de agência

A agência de publicidade Africa suspendeu seu diretor, José Boralli, depois dele compartilhar um post preconceituoso em seu perfil no Instagram, informa o jornalista Nelson de Sá, no jornal Folha de S. Paulo; com os resultados do primeiro turno, que mostraram vitória de Fernando Haddad no Nordeste, Boralli publicou na plataforma digital: "Nordeste vota em peso no PT. Depois vem pro Sul e Sudeste procurar emprego!". Na sequência, ele acrescentou: "se liga aí Nordeste!!!"

Publicitário ataca nordestinos por votação e é suspenso de agência
Publicitário ataca nordestinos por votação e é suspenso de agência (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A agência de publicidade Africa suspendeu seu diretor, José Boralli, depois dele compartilhar um post preconceituoso em seu perfil no Instagram, informa o jornalista Nelson de Sá, no jornal Folha de S. Paulo. Com os resultados do primeiro turno, que mostraram vitória de Fernando Haddad no Nordeste, Boralli publicou na plataforma digital: "Nordeste vota em peso no PT. Depois vem pro Sul e Sudeste procurar emprego!". Na sequência, ele acrescentou: "se liga aí Nordeste!!!".

A reportagem destaca que Boralli se desculpou em seguida: "Fiz um post no calor do momento e peço sinceras desculpas a todos que se sentiram ofendidos. Não reflete minha opinião. Eu errei [...] Peço desculpas. Em especial aos nordestinos, tantos [com] que eu inclusive trabalho, minha eterna admiração e respeito".

E relata a suspensão do publicitário: "nesta segunda-feira (8), os dois copresidentes da agência, Sergio Gordilho e Márcio Santoro, assinaram comunicado interno, dizendo que 'um funcionário da Africa postou um comentário infeliz e preconceituoso' e que a empresa 'tomará as medidas cabíveis em relação a esse caso, que fere o código de conduta'. À tarde, Boralli já não compareceu aos compromissos na agência".

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247