Quebra de sigilo de Ana Cristina Valle atinge período em que ela foi casada com Bolsonaro

Justiça autoriza acesso a dados bancários a partir de maio de 2005, quando Ana Cristina Valle ainda era casada com Jair Bolsonaro

Ana Cristina
Ana Cristina (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A quebra de sigilo bancário e fiscal de Ana Cristina Siqueira Valle, em meio à investigação sobre “rachadinha” no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), atinge o período em que ela esteve casada com Jair Bolsonaro.

A Justiça autorizou ao Ministério Público do Rio de Janeiro acesso aos dados bancários de Ana Cristina de maio de 2005 a maio de 2021. Ela e Bolsonaro se separaram em junho de 2008, um divórcio litigioso com acusação de furto e relato de patrimônio não declarado do casal a partir de outubro de 2007, informa reportagem da Folha de S.Paulo.

Nos anos em que os dois estavam casados, eles também compraram cinco terrenos, uma sala comercial em Resende e uma casa em Bento Ribeiro, zona norte do Rio de Janeiro. Há indícios de que pelo menos duas dessas transações foram feitas com uso de dinheiro vivo. 

PUBLICIDADE

O Ministério Público do Rio de Janeiro afirma que há suspeita de lavagem de dinheiro nas operações. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email