Questão burocrática deixa prefeitos sem dinheiro da repatriação em 2016

Endividados, prefeitos de todo o país se desesperam com a possibilidade cada vez mais real de não verem a cor do dinheiro das repatriações ainda em 2016, conforme havia sido prometido por Michel Temer; integrantes do governo já não veem muitas chances disso acontecer; isso se dá por um enrosco burocrático: o Tesouro mantém a programação de transferir os recursos dia 30 de dezembro, como prevê a medida provisória. O problema é que, nesse dia, há feriado bancário. Integrantes do Banco do Brasil avaliam que, para dar tempo, o governo teria de depositar tudo nesta quarta 

Michel Temer
Michel Temer (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Endividados, prefeitos de todo o país se desesperam com a possibilidade cada vez mais real de não verem a cor do dinheiro das repatriações ainda em 2016, conforme prometido por Michel Temer. Integrantes do governo já não veem muitas chances disso acontecer. Isso se dá por um enrosco burocrático: o Tesouro mantém a programação de transferir os recursos dia 30 de dezembro, como prevê a medida provisória. O problema é que, nesse dia, há feriado bancário. Integrantes do Banco do Brasil avaliam que, para dar tempo, o governo teria de depositar tudo nesta quarta (28).

As informações são do Painel da Folha de S.Paulo. 

"Muitos prefeitos contavam com os recursos da repatriação para fechar as contas e agora temem infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal, afirma Márcio Lacerda (PSB), prefeito de Belo Horizonte e presidente da FNP."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247