R$ 12 milhões em dinheiro com fiscal da Receita

Operao Paraso Fiscal, da Polcia Federal, encontra quantia em notas de real e dlar escondida em casa de um auditor, em So Paulo; recorde histrico; outros quatro fiscais foram presos; quadrilha baixava multas de empresas

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Numa operação que surpreendeu até mesmo os agentes da Polícia Federal, foram apreendidos ontem à noite, em Osasco, na Grande São Paulo, o equivalente a R$ 12 milhões na residência de um auditor da receita federal, entre notas de real e de dólar. Cinco auditores da Receita foram presos, suspeitos de pertencer a uma quadrilha especializada em apoiar empresas interessadas em burlar o pagamento de impostos federais. Atuando há vários anos, segundo a polícia, a quadrilha pode ter causado prejuízos superiores a R$ 3 milhões para os cofres da Receita.

Segundo a PF, todos os presos na Operação Paraíso Fiscal são suspeitos de integrar um esquema de “venda de fiscalizações”. A PF informou que eles lavravam autos de infração com valores menores do que os devidos. Assim, deixavam de cobrar tributos ou dívidas com a Receita.

“Há indícios de que empresários eram abordados pelos servidores públicos, [os quais informavam] que deixariam de autuá-los em troca de vantagens financeiras vultosas”, informou a PF, em comunicado. “Os investigados também agiriam invalidando autos de infração já lavrados.”

A Operação Paraíso Fiscal é resultado de investigações da PF e da RF iniciadas no começo do ano. Os mandados de prisão cumpridos nesta quinta-feira foram todos expedidos pela 2ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo.

A Justiça Federal também expediu 25 mandados de busca e apreensão para serem cumpridos na Grande São Paulo e na região de Sorocaba. Nas buscas, também foi apreendida grande quantidade de dinheiros em espécie.

Os presos na operação responderão pelos crimes de violação de sigilo, corrupção, advocacia administrativa, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email