Rapaz mata irmão em SP e esconde corpo no banheiro

O pedreiro Alexandre da Silva, de 21 anos, foi preso ontem noite aps assassinar o irmo a facadas na noite do sbado, no bairro de So Mateus, zona leste da capital



O pedreiro Alexandre da Silva, de 21 anos, acusado de matar o próprio irmão a facadas e esconder o corpo no banheiro, foi preso ontem à noite após ser denunciado pelo proprietário do imóvel onde reside, na região de São Mateus, na zona leste de São Paulo.

Morando de aluguel na parte superior de um sobrado, os dois irmãos, segundo testemunhas, discutiam muito, mas, por volta das 22 horas de sábado, o bate-boca foi atípico após Railton da Silva, de 22 anos, embriagado, ser forçado a entrar em casa pelo irmão, que também teria consumido álcool. Os donos do imóvel, que moram no piso inferior, teriam ouvido toda a discussão e percebido que Alexandre e o irmão passaram a se enfrentar fisicamente.

Como era domingo e Raílton sempre aparecia, os vizinhos desconfiaram da ausência do rapaz, ainda mais depois da briga do final da noite. Por volta das 18h30, já cansados de ouvir de Alexandre que o irmão dele havia saído, o dono do imóvel resolveu acionar a Polícia Militar, pois o rapaz negava-se a abrir a porta do quarto. No momento em que policiais militares do 38º Batalhão entraram no cômodo, encontraram o corpo da vítima no banheiro, uma espécie de suíte, debaixo da pia.

Levado para o 49º Distrito Policial, de São Mateus, Alexandre disse que perdeu a cabeça, pois mais uma vez apanhou do irmão e resolveu matá-lo com duas facadas, uma na barriga e outra em um dos braços. Após ferir Raílton, o assassino arrastou o irmão até o banheiro, onde a vítima, segundo o acusado, teria agonizado até a 1 hora da madrugada. Os policiais afirmaram que o pai dos rapazes mora em Carapicuíba, na Grande São Paulo, e que a mãe deles já morreu. Alexandre foi autuado em flagrante por homicídio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email