Raupp rebate Janot por “denúncia no apagar da luzes”

Por meio de seu advogado, o senador Valdir Raupp (PMDB) minimiza a nova denúncia contra ele feita pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot; "Esta denúncia deveria ter aguardado a transição junto ao MP. Nada explica que somente seja oferecida ao apagar das luzes de um mandato que pressionou exageradamente por delações. De qualquer forma, o senador já obteve o não indiciamento em dois inquéritos cujos delatores não provaram nada do alegado, e acredita ser esse o destino do presente caso", diz o advogado Daniel Gerber em nota

Senador Valdir Raupp (PMDB-RO) concede entrevista nas dependência do Senado Federal. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Senador Valdir Raupp (PMDB-RO) concede entrevista nas dependência do Senado Federal. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado (Foto: Romulo Faro)

247 - Por meio de seu advogado, o senador Valdir Raupp (PMDB) minimiza a nova denúncia contra ele feita pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot.

"Esta denúncia deveria ter aguardado a transição junto ao MP. Nada explica que somente seja oferecida ao apagar das luzes de um mandato que pressionou exageradamente por delações, e que hoje esteja sob suspeita por tal motivo. De qualquer forma, o senador já obteve o não indiciamento em dois inquéritos cujos delatores não provaram nada do alegado, e acredita ser esse o destino do presente caso", diz o advogado Daniel Gerber em nota.

Janot denunciou nesta sexta-feira, além de Raupp, os senadores Renan Calheiros (AL), Edison Lobão (MA), Romero Jucá (RR) e Jader Barbalho (PA) e o ex-senador José Sarney, todos do PMDB, por 'organização criminosa'.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247