Rede Feminista de Ginecologistas e Obstetras denuncia morte materna por COVID-19 no Brasil

A Rede Feminista de Ginecologistas e Obstetras alerta que Além disso “durante todo o ano de 2020 ocorreu um expressivo aumento do número de mortes maternas provocadas por COVID-19 no Brasil”

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Rede Feminista de Ginecologistas e Obstetras alerta que Além disso “durante todo o ano de 2020 ocorreu um expressivo aumento do número de mortes maternas provocadas por COVID-19 no Brasil”. 

“O número crescente de mortes durante a gravidez ou no puerpério levou o Brasil a uma posição tal em que oito de cada 10 mortes maternas relatadas no mundo ocorriam em  nosso país”, alerta a rede. 

Leia  a íntegra do comunicado: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email