Rede vai ao Supremo contra retaliação de Bolsonaro à imprensa

Em ação apresentando no Supremo neste sábado(10), a Rede Sustentabilidade afirma que a MP que desobriga as empresas de capital aberto a publicarem os balanços financeiros em veículos impressos é um "explícito desvio de finalidade", ficando claro de se tratar de "retaliação à imprensa, que se apresenta como ataque às liberdades de imprensa, expressão e informação"

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Rede Sustentabilidade protocolou junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra o que o partido classifica como uma "clara retaliação à imprensa nacional" feita por Jair Bolsonaro.

Na ação, a legenda questiona a Medida Provisória 892, assinada na terça (6), que desobriga as empresas de capital aberto a publicarem os balanços financeiros em veículos impressos. Para a Rede, há um explícito desvio de finalidade da MP redigida por Bolsonaro, ficando claro de se tratar de "retaliação à imprensa, que se apresenta como ataque às liberdades de imprensa, expressão e informação".

Bolsonaro afirmou durante ato que a medida era resposta ao que chama de ataques de alguns veículos de comunicação.

Com informação do UOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247