Refundação do Brasil passa pela descriminalização da maconha, diz juiz Valois

“A proibição está matando pessoas que estão indo para a escola, indo para o trabalho. O fato de uma pessoa fumar um baseado de maconha não mata a outra que está olhando lá da esquina, não. Mas a proibição mata”, diz ele

Cultivo de maconha para fins medicinais será colocado em consulta pública
Cultivo de maconha para fins medicinais será colocado em consulta pública
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do jornal GGN“Se eu pudesse ter alguma influência em uma refundação do Brasil, ela passaria pelo desencarceramento e, inicialmente, pela descriminalização da cannabis, para que o usuário plante em sua casa e pare de comprar no mercado paralelo, diminuindo a violência.” Esta é a opinião do juiz Luís Carlos Valois, entrevistado nesta segunda (3) por Luis Nassif, na série especial “Refundação do Brasil”, no Youtube. 

Comandando uma Vara de Execução Penal em Manaus, Valois falou à TV GGN sobre a expansão das facções criminosas e do tráfico pelo Brasil e das origens comerciais do combate às drogas pelo mundo.

Ele apontou que a descriminalização de entorpecentes é o “caminho” para reduzir a violência no Brasil. “A proibição está matando pessoas que estão indo para a escola, indo para o trabalho. O fato de uma pessoa fumar um baseado de maconha não mata a outra que está olhando lá da esquina, não. Mas a proibição mata”, pontuou.

Leia a íntegra no GGN e confira o vídeo:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247