Revitalização de bondes do Rio receberá R$ 31 milhões

Governador Srgio Cabral aprovou propostas para compra de novos veculos;previso que o novo sistema fique pronto em um ano

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Agência Brasil

Um mês depois do acidente com um bonde em Santa Teresa, centro da capital fluminense, que ocasionou a morte de seis pessoas e deixou dezenas de feridos, o governo do estado do Rio de Janeiro anunciou hoje (27) que vai investir cerca de R$ 31 milhões para recuperar o serviço dos bondes na cidade. O sistema de transportes é de competência estadual.

O presidente do Departamento de Transportes Rodoviário (Detro) e interventor do bonde de Santa Teresa, Rogério Onofre, disse que apresentou um relatório ontem (26) ao governador Sérgio Cabral com um diagnóstico e sugestões sobre sistema de bondes cariocas. Segundo ele, Cabral já aprovou algumas propostas como compra de novos veículos e mudança de trilhos.

"Até o final do ano haverá R$ 21 milhões para custear as ações de recuperação e a previsão é que o novo sistema fique pronto em um ano. Terá que ser feito praticamente tudo. É um problema de décadas de sucateamento e má gestão. Infelizmente, as coisas estavam sendo tocadas de qualquer jeito"

Segundo Rogério Onofre, que deixou a função de interventor após a entrega do relatório, o sistema de contratrilhos, usado em Santa Teresa, será substituído por um que reduz os riscos de acidentes em terrenos irregulares. O presidente da Central Logística (que opera os bondes), Eduardo Macedo, ficará responsável pelas intervenções e pela implantação do novo modelo.

O secretário da Casa Civil, Regis Fitchner, admitiu que o governo não sabia das condições precárias dos bondes, apesar das frequentes denúncias por parte da Associação dos Moradores de Santa Teresa e de acidentes sem gravidade que haviam ocorrido antes da tragédia no mês passado.

Fitchner declarou que o governador e o prefeito estão estudando formas de baratear as passagens dos ônibus no bairro, enquanto os bondes, que pararam de funcionar desde o acidente de agosto, não voltarem as circular. A passagem de bonde custava um quarto do valor da cobrado pela viagem de ônibus (R$ 2,50). Centenas de moradores de Santa Teresa, bairro íngreme com grande número de comunidades pobres, dependiam do bonde para se locomover.

O diretor do Detro informou ainda que, ao final da revitalização do sistema de bondes, o governo do estado pretende transferir o serviço para o município e assim facilitar a integração tarifária e o ordenamento urbano e viária.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247