Ricardo Miranda: Datafolha diverge de Ibope e encolhe Haddad. Só Haddad

O jornalista Ricardo Miranda observa que apesar da diferença de apenas um dia entre as pesquisas Ibope e Datafolha o "delay" entre elas suscita dúvidas; "Afinal, a margem de erro é a mesma", diz em relação aos índices de intenção de voto entre Fernando Haddad e Ciro Gomes; Entre uma pesquisa e outra, oito pontos de diferença viraram três", ressalta; "Em outras palavras, pelo Datafolha/TV Globo, Haddad ainda não descolocou de Ciro e Ciro tem mais chance no segundo turno. E vem aí o Vox Populi para desempatar a peleja", afirma

Ricardo Miranda: Datafolha diverge de Ibope e encolhe Haddad. Só Haddad
Ricardo Miranda: Datafolha diverge de Ibope e encolhe Haddad. Só Haddad

247 - O jornalista Ricardo Miranda observa que apesar da diferença de apenas um dia entre as pesquisas Ibope e Datafolha o "delay" entre elas suscita dúvidas que podem ser explicadas por pontos como metodologia e conjuntura. "Afinal, a margem de erro é a mesma. Fato é que no Ibope não havia mais dúvida e Haddad, subindo em uma semana 11 pontos, alcançava 19%, deixando Ciro estacionado em 11%, praticamente cravando um segundo turno com Bolsonaro (28%). No novíssimo Datafolha, Bolsonaro tem os mesmos 28%, mas Haddad tem 16% e Ciro 13% – portanto, tecnicamente empatados. Entre uma pesquisa e outra, oito pontos de diferença viraram três", ressalta Miranda.

"Os intervalos das pesquisas não são idênticos – mas são próximos -, e é possível comparar os espaços de tempo – levando em conta que o Datafolha tem uma pesquisa a mais. No Ibope, Haddad tinha 8% (11/09) e cresceu para 19% (18/09). No Datafolha, Haddad tinha 9% (10/09), data parecida, subiu para 13% (14/09) e, em seis dias, chegou a 16% (20/09). Não bate. Já no caso da rejeição, as pesquisas coincidem", avalia.

"Nas simulações de segundo turno, e ficando apenas nos favoritos, o Ibope aponta um empate entre Haddad e Bolsonaro (40% cada) e Ciro (40% e Bolsonaro (39%). No Datafolha, Ciro ganha de Bolsonaro por boa margem, 45% a 39%. E Haddad e Bolsonaro empatam (41%)", diz o jornalista.

"Em outras palavras, pelo Datafolha/TV Globo, Haddad ainda não descolocou de Ciro e Ciro tem mais chance no segundo turno. E vem aí o Vox Populi para desempatar a peleja", finaliza.

Leia a íntegra da análise. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247