Ricardo Salles admite que fundo da Amazônia pode ser extinto

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, se reuniu nesta quarta-feira, 3, com embaixadores de Noruega e Alemanha e ambos admitiram que o Fundo Amazônia pode ser extinto; "Em teoria, sim", afirmou Salles

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles
Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

247 - O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, se reuniu nesta quarta-feira, 3, com embaixadores de Noruega e Alemanha e ambos admitiram que o Fundo Amazônia pode ser extinto.

"Em teoria, sim", afirmou Salles, questionado sobre a possibilidade de o impasse entre os países levar ao fim do fundo. "Mas o que estamos falando aqui é de continuidade, de algo com mais afinco, mais dedicação e maior sinergia entre os diversos envolvidos", completou.

O embaixador da Noruega no Brasil, Nils Martin Gunneng, disse ter ficado "surpreso" com a extinção do Comitê Orientador do Fundo Amazônia (Cofa). Segundo ele, apesar do decreto de Bolsonaro de abril, esperava que o fim do conselho fosse revisto.

Mantido com doações dos governos dos dois países, o fundo foi criado em 2008. É administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e os recursos são usados em projetos voltados para a redução do desmatamento.

Dados do Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (Inpe) divulgados nesta quarta-feira (3) mostra que, em junho, o desmatamento na Amazônia foi 88% maior que no mesmo período de 2018.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247