Roger Abdelmassih é liberado para prisão domiciliar

Condenado a 181 anos de prisão por estuprar suas pacientes, o médico Roger Abdelmassih obteve da Justiça de Taubaté, interior de São Paulo, uma decisão favorável a que ele cumpra pena em casa, com tornozeleira eletrônica

Condenado a 181 anos de prisão por estuprar suas pacientes, o médico Roger Abdelmassih obteve da Justiça de Taubaté, interior de São Paulo, uma decisão favorável a que ele cumpra pena em casa, com tornozeleira eletrônica
Condenado a 181 anos de prisão por estuprar suas pacientes, o médico Roger Abdelmassih obteve da Justiça de Taubaté, interior de São Paulo, uma decisão favorável a que ele cumpra pena em casa, com tornozeleira eletrônica (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O médico Roger Abdelmassih obteve nesta quarta-feira 21 da Justiça de Taubaté, interior de São Paulo, uma decisão favorável à sua prisão domiciliar.

Ele usará tornozeleira eletrônica e não poderá deixar a cidade onde informar à Justiça que irá residir. Abdelmassih foi condenado a 181 anos de prisão por estuprar suas pacientes.

Com 74 anos, ele tentava desde outubro de 2016 o indulto humanitário, sob o argumento de que sofre de graves doenças.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247