Salles bloqueia Greenpeace do Twitter após prisão de ativistas

A informação partiu da própria ONG. “O ministro do meio ambiente, insatisfeito com nossos questionamentos e cobranças para que ele faça o seu trabalho, resolveu nos bloquear aqui no Twitter também. Do que você tem medo, Salles?”, escreveu o grupo no Twitter. O Greenpeace teve pelo menos 17 ativistas presos durante ato em Brasília (DF)

(Foto: Esq.: ABR / Dir.: Reprodução (Twitter))

247 - Incomodado com as manifestações do Greenpeace nos últimos dias, ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, bloqueou o grupo ambientalista nas redes sociais. A ONG organizou um protesto nesta quarta-feira (23) em frente ao Palácio do Planalto para denunciar o desprezo do governo com relação ao derramamento de óleo nas praias do Nordeste. Alguns ativistas foram presos. 

“O ministro do meio ambiente, insatisfeito com nossos questionamentos e cobranças para que ele faça o seu trabalho, resolveu nos bloquear aqui no Twitter também. Do que você tem medo, Salles?”, escreveu o grupo no Twitter. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247