Sara Winter critica repressão bolsonarista e diz: "quando Lula e Dilma eram presidentes eu podia gritar"

Segundo a extremista, os apoiadores do atual governo não têm admiração por Bolsonaro, e sim pena: "acham ele um coitado"

www.brasil247.com - A militante fascista Sara Giromini foi presa pela Polícia Federal
A militante fascista Sara Giromini foi presa pela Polícia Federal (Foto: Reprodução)


247 - Abandonada pelos bolsonaristas, a extremista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, em entrevista ao UOL, se disse decepcionada com "o governo inteiro" de Jair Bolsonaro e criticou a repressão da atual gestão federal e de seus seguidores.

Ela lamentou que o governo tenha - supostamente - se afastado do conservadorismo e disse que "as coisas só pioraram" no quesito liberdade. Neste ponto, ela lembrou dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff.

"Com relação à liberdade, as coisas só pioraram. É uma ilusão muito grande achar que os conservadores estão no poder. Se estivessem não ia ter tanta gente presa. Está pior. Quando Lula e Dilma eram presidentes, eu podia ir para a rua gritar o que eu queria contra o governo. Agora não posso", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para Sara, os apoiadores de Bolsonaro não têm admiração por ele, e sim pena. "Bolsonaro não tem nenhum poder. Ao contrário. Hoje, quando a gente tenta fazer uma crítica construtiva com intuito de ajudar o governo a melhorar, os bolsonaristas acham ele um coitado por estar sozinho. Bolsonaro conseguiu ser um líder de uma nação a qual seus liderados não têm admiração por ele, mas misericórdia, dó, pena. Para mim, isso é triste porque mostra que ele não tem força para se manter no poder. Não sei se ele vai conseguir se reeleger".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email