Sargento preso com cocaína fez 29 viagens e acompanhou três presidentes

Preso pela polícia espanhola por com 39 kg de cocaína dentro de um avião da FAB, o segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues fez 29 viagens no Brasil e no exterior desde 2011, várias delas com o staff presidencial

(Foto: Isac Nóbrega/PR)

247 - O segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, que foi preso flagrado pela polícia espanhola com 39 kg de cocaína num avião da comitiva de Jair Bolsonaro, fez ao menos 29 viagens no Brasil e no exterior desde 2011, sendo várias delas com o staff presidencial.

Este ano, Rodrigues estava entre os militares que seguiram Bolsonaro em viagem de Brasília a São Paulo para a realização de exames médicos. Em 24 de maio deste ano, o militar fez bate-volta de Brasília a Recife, acompanhando o presidente, que passou todo o dia em Pernambuco.

Segundo reportagem da Folha, ele também cumpriu outros 14 roteiros entre 2016 e 2018, período em que o presidente era Michel Temer. e esteve em pelo menos quatro missões durante o governo da presidenta Dilma Rousseff.

Em 2011, por exemplo, o sargento foi designado para agendas de representantes do Itamaraty em Washington, nos Estados Unidos, e Saint John's, em Antígua e Barbuda, no Caribe.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247