"Se Ciro desistir, é quase certo que Lula ganhe no 1º turno", diz CEO da Quaest

Felipe Nunes destacou ainda que uma eventual chapa Lula-Alckmin é bem-vinda e pode atrair o eleitorado do estado de São Paulo para o petista

www.brasil247.com - Felipe Nunes, Lula e Ciro Gomes
Felipe Nunes, Lula e Ciro Gomes (Foto: Reprodução/Youtube | Ricardo Stuckert | Reuters)


Revista Fórum - O CEO do Instituto Quaest, Felipe Nunes, afirmou que caso Ciro Gomes (PDT) desista da corrida presidencial deste ano, é quase certo que o ex-presidente Lula (PT) ganhe a eleição de outubro no primeiro turno. A avaliação é baseada na pesquisa divulgada nesta quarta-feira (12).

Durante entrevista ao Fórum Onze e Meia, Nunes explicou que o mais recente levantamento presencial, realizado pelo instituto, aponta que 40% dos eleitores de Ciro migrarão para Lula, caso o pedetista desista de sua candidatura.

Questionado sobre o fato de que Ciro Gomes tinha 11% das intenções de voto no levantamento de outubro e agora soma apenas 5%, Nunes destaca que esta é a grande surpresa da pesquisa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia a íntegra na Fórum.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O levantamento da Quaest foi realizado entre 6 e 9 de janeiro e ouviu 2.000 pessoas presencialmente. A pesquisa foi registrada nos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pode ser encontrada pelo número de identificação: BR-00075/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email