Segundo a Folha, Cardozo fala em deixar governo

Teria pesado na decisão do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (PT), pressões de petistas sobre a operação Lava Jato; ele já criticou publicamente abusos na Acrônimo e “vazamentos seletivos” das delações da Lava Jato, mas agora dá sinais de esgotamento

Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, lança consulta pública para receber propostas da sociedade sobre medidas relacionadas à eficiência e eficácia de processos administrativos e judiciais (José Cruz/Agência Brasil)
Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, lança consulta pública para receber propostas da sociedade sobre medidas relacionadas à eficiência e eficácia de processos administrativos e judiciais (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: Roberta Namour)

247 - Ministro da Justiça há mais de quatro anos, José Eduardo Cardozo (PT) teria confidenciado seu desejo de deixar o governo Dilma Rousseff.

Segundo reportagem da ‘Folha de S. Paulo’, teria pesado sobre sua decisão pressões de petistas sobre a operação Lava Jato. Setores do PT teriam responsabilizado Cardozo pela manutenção da prisão do ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto e pelas buscas no escritório de campanha de Pimentel e na empresa de sua mulher, Carolina Oliveira, na semana passada.

O ministro já criticou publicamente abusos na Acrônimo e “vazamentos seletivos” das delações da Lava Jato, mas agora dá sinais de esgotamento (leia aqui). 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247