CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Senador Fabiano Contarato pede prisão preventiva do pastor André Valadão

Pastor acusado de incitar violência contra a comunidade LGBTQIA+ enfrenta consequências legais

Senador Fabiano Contarato (Foto: Waldemir Barreto/Ag. Senado)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Em resposta aos recentes eventos envolvendo supostas declarações homofóbicas do Pastor André Valadão, o senador Fabiano Contarato (PT-ES) tomou uma posição firme, pedindo a prisão preventiva do pastor e uma compensação mínima de R$ 1 milhão por danos morais coletivos. O senador fez essa declaração no Twitter, destacando o discurso de ódio e a conduta de Valadão, que, segundo ele, não se restringiu a indivíduos específicos, mas atingiu todo o grupo LGBTQIA+.

O contexto dessa declaração é a abertura de uma investigação pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) contra o Pastor André Valadão por suposta homotransfobia. O pastor é acusado de incitar o assassinato de pessoas da comunidade LGBTQIA+. Essa informação foi revelada na segunda-feira, após a coluna de Mônica Bergamo.

O MP atendeu ao pedido da deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP), que também solicitou a prisão do religioso pela "evidente referência discriminatória à população LGBTQIA+". Durante um culto, Valadão insinuou que os fiéis deveriam matar membros da comunidade LGBT+. O episódio ocorreu no domingo, na Igreja Batista Lagoinha em Orlando, nos Estados Unidos, e foi transmitido online.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), criticou as declarações do pastor sobre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e também repudiou os ataques do religioso contra homossexuais.

Políticos e internautas demonstraram indignação com a postura de André Valadão. Durante a campanha eleitoral do ano passado, o pastor foi um dos apoiadores evangélicos mais entusiasmados de Jair Bolsonaro (PL).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO