Sepúlveda Pertence: "Enterrou-se uma garantia fundamental"

Ex-presidente do STF e advogado de defesa do ex-presidente Lula, Sepúlveda Pertence considera que o instituto do habeas corpus foi "enterrado" ontem pelo tribunal máximo do país; Pertence pondera que dos 6 votos que negaram o pedido, ao menos um concorda que tal direito deveria ser mantido; Pertence e demais advogados da defesa de Lula reforçam que o momento será de reflexão e definição de estratégias

Sepúlveda Pertence: "Enterrou-se uma garantia fundamental"
Sepúlveda Pertence: "Enterrou-se uma garantia fundamental" (Foto: Divulgação)

247 - "O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Sepúlveda Pertence, advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), declarou na madrugada desta quinta-feira (5) que a rejeição do recurso contra a prisão do petista significou o enterro de uma garantia fundamental: o habeas corpus. "No meu ponto de vista, enterrou-se uma garantia fundamental. Curiosamente, não só os cinco votos que concederam a ordem, mas um que negou concordam que a garantia deveria prevalecer", declarou o jurista.


Segundo o UOL, o advogado, quando questionado sobre as críticas de ministros à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, afirmou que não comentaria questões "interna corporis" [no próprio órgão]. Sobre os próximos passos da defesa, ele afirmou que não é o único defensor do ex-presidente. "Há toda uma equipe. Temos que discutir", afirmou. Ele admitiu, no entanto, o sentimento de frustração com o resultado. Os outros advogados que atuam na defesa de Lula, José Roberto Batochio e Cristiano Zanin Martins, deixaram o tribunal cabisbaixos e não quiseram comentar o julgamento. Zanin disse apenas que o momento era de refletir". Mais informações aqui.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247