Servidores do Judiciário vão pedir a Fux que defenda reajuste a todas as categorias, em oposição a proposta de Bolsonaro

O ocupante do Palácio do Planalto só quer aumentar os salários dos policiais

www.brasil247.com -
(Foto: STF | REUTERS/Adriano Machado)


247 - A Fenajufe, entidade que representa os servidores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União, decidiu solicitar nesta quinta-feira (13) uma audiência para pedir que Luiz Fux, presidente do STF, se coloque em defesa da isonomia na concessão de reajuste a todas as categorias, e não apenas os policiais.

A Fenajufe está mobilizada contra a proposta de Jair Bolsonaro de aumentar os salários apenas dos policiais e já marcou uma paralisação para 18 de janeiro. Crescem as possibilidades de uma greve em fevereiro. 

Ao menos 19 categorias de servidores podem começar a paralisar atividades para elevar a pressão contra o governo por reajustes salariais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A reunião com Fux objetiva garantir a autonomia do Judiciário na questão orçamentária e pedir ao ministro  que ele se posicione a favor do princípio da isonomia, que existe na Constituição, e que o reajuste seja para todos e não só para a base bolsonarista, diz Thiago Duarte Gonçalves, Coordenador de Formação e Organização Sindical da Fenajufe, segundo informação do Painel da Folha de S.Paulo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email