Silvia Bellintani: Uma amostra do efeito Bolsonaro

Em seu consultório, a psicanalista Silvia Bellintani convive com situações reais do significado que tem a candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL); um dos seus pacientes, por exemplo, é ameaçado de tortura por causa da orientação sexual pelos que se sentem autorizados pelo terror discriminado por Bolsonaro; em outro caso, uma paciente também é ameaçada por lutar pela defesa das mulheres; são agressões do ódio que parecia escondido no subsolo da alma humana que Bellintani revela em seu Facebook

Silvia Bellintani: Uma amostra do efeito Bolsonaro
Silvia Bellintani: Uma amostra do efeito Bolsonaro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Silvia Bellintani, em seu Facebook – “eu poderia dizer q estou sem palavras pra descrever o q testemunhei hj no meu consultório.

mas tive o dever de encontrá-las pra não deixar q algo assim, gravíssimo, fique sem registro.

foram duas situações, ambas na tarde de hj.

dois pacientes meus: um menino e uma menina.

ele, gay, 19 anos.
ela, hetero, feminista, 17.

começo por ele, q entra sem dizer uma palavra e logo começa a chorar.

pergunto o q aconteceu e ele me diz, assustado, q foi abordado por um cara da faculdade com as seguintes palavras:

— “e aí, seu viadinho de merda, já viu as pesquisas? vai aproveitando até o dia 28 pra andar de mãozinha dada, pq qd o mito assumir acabou essa putaria e vc vai levar porrada até virar homem.”

...

e depois a menina, q já entra chorando e me diz:

— Sil, me ajuda... não sei o q fazer... vc não vai acreditar no q aconteceu comigo hj... eu tava na escola e fui pegar um livro no meu armário... tinha uma folha de papel (e aí ela me mostra uma foto no celular, pq entregou a tal folha na diretoria) com esta msg aqui:

“achou mesmo que era só sair gritando #elenão pra parar o bolsomito, feminazi??? perdeu, escrota!! e daqui a pouco você vai ter motivo pra gritar de verdade!!!”

...

perceber o pavor desses dois adolescentes me virou do avesso e despertou uma indignação difícil de descrever; escutei os relatos com a visão nublada pela fúria q senti, seguida por um desejo quase incontrolável de proteger os dois.

o cenário das eleições sequer foi definido, mas já encoraja o sadismo e promete ser palco do terror.

fico imaginando o q vem pela frente.

a homofobia e a misoginia presentes nas ameaças sofridas por esses dois adolescentes são apenas duas amostras dentre tantas outras atrocidades q BOLSONARO, ESSE CRIMINOSO NAZIFASCISTA, incentiva e legitima.

e se vc vota nele, é CORRESPONSÁVEL: não apenas por essas, mas por todas as outras ameaças q ainda estão por vir.

NÃO HÁ JUSTIFICATIVA PARA UM VOTO NO BOLSONARO.

a menos q vc seja fascista como ele — e aí ok, seu voto é compreensível, uma vez q vc já é digno de abandono como projeto humano.

agora, se esse não é o caso e vc for apenas mais um previsível e enfadonho liberal ou conservador, TOME VERGONHA NESSA SUA CARA e escolha outro candidato.

ainda dá tempo de preservar alguma dignidade.

há várias opções interessantes q prometem a defesa do seu patrimônio sem contrapartidas humanas.

...

um garoto de 19 e uma garota de 17.
assustados, angustiados, ameaçados em sua integridade física e emocional.

e vc, louvável cidadão de bem, subitamente politizado e q quer ver o brasil “mudar de verdade”, será CÚMPLICE DO FASCISMO e de suas históricas atrocidades físicas e emocionais.

hj foram MEUS PACIENTES.
amanhã poderão ser SEUS FILHOS.”

ou os filhos de parentes, os filhos de amigos ou amigos de seus filhos.

e tudo lindamente avalizado por vcs, honrados cidadãos de bem, heróicos defensores da pátria"

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247