"Simone Tebet vai trabalhar conosco na área do desenvolvimento social", anuncia Alckmin

Papel atribuído à senadora na transição pode ser indicativo de que ela comandará o Ministério da Cidadania, sua pasta preferida, conforme tem dito a interlocutores

Geraldo Alckmin e Simone Tebet com Lula
Geraldo Alckmin e Simone Tebet com Lula (Foto: Ricardo Stuckert)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) anunciou, nesta terça-feira (8), que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) integrará a equipe de transição do novo governo Lula (PT), atuando na parte do desenvolvimento social. A informação é do portal g1.

"Temos dois desafios grandes: um econômico, e o outro social. E eles não disputam, eles são sinérgicos. Eles se somam, eles se complementam, eles não são excludentes. É preciso ter uma agenda de eficiência econômica e de competitividade, e de outro lado uma rede de proteção social que é extremamente importante. Então, a Simone, com a sua experiência, e com a sensibilidade, a força da mulher, vai trabalhar conosco na área do desenvolvimento social, que é uma área importantíssima", disse Alckmin, que coordena a transição.

continua após o anúncio


continua após o anúncio

"Nessa divisão, não poderia ter outra opção a não ser escolher desenvolvimento social. Isso foi acatado pelo vice-presidente, nós vamos colaborar", complementou a senadora.

Vale lembrar que Tebet é um dos nomes mais cotados para comandar algum ministério no governo Lula e que, em conversa com interlocutores, a ex-candidata à presidência tem afirmado que a pasta da Cidadania é sua preferida. Segundo o jornal O Globo, aliados de Lula afirmam que Tebet só não será ministra se não quiser e que terá liberdade para escolher o posto que deseja ocupar.

continua após o anúncio

Desta forma, ocupar um cargo na área do desenvolvimento social durante a transição pode ser um indicativo de que a senadora pode vir a comandar o Ministério da Cidadania.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247