Sob dieta, Dilma quer perder 13 quilos até a posse

Presidente já perdeu quatro quilos desde a campanha presidencial, quando fazia refeições desgregadas; a meta, nessa reta final de ano, é continuar seguindo a dieta do endocrinologista argentino Máximo Ravenna e perder ao todo 13 quilos até 1º de janeiro; método foi recomendado pelas ministras Miriam Belchior e Eleonora Menicucci, que frequentam a clínica Ravenna

Presidente já perdeu quatro quilos desde a campanha presidencial, quando fazia refeições desgregadas; a meta, nessa reta final de ano, é continuar seguindo a dieta do endocrinologista argentino Máximo Ravenna e perder ao todo 13 quilos até 1º de janeiro; método foi recomendado pelas ministras Miriam Belchior e Eleonora Menicucci, que frequentam a clínica Ravenna
Presidente já perdeu quatro quilos desde a campanha presidencial, quando fazia refeições desgregadas; a meta, nessa reta final de ano, é continuar seguindo a dieta do endocrinologista argentino Máximo Ravenna e perder ao todo 13 quilos até 1º de janeiro; método foi recomendado pelas ministras Miriam Belchior e Eleonora Menicucci, que frequentam a clínica Ravenna (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Uma importante resolução da presidente Dilma Rousseff começa antes mesmo do Ano Novo, como é comum. O objetivo da petista é perder 13 quilos até o dia da posse, marcada para 1º de janeiro. Desde a campanha presidencial, quando fazia refeições desregradas, o que a fez engordar, ela já perdeu quatro, segundo reportagem da Folha de S. Paulo.

Dilma tem seguido a dieta do famoso endocrinologista argentino Máximo Ravenna, por recomendação das ministras do Planejamento, Miriam Belchior, e de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, que passaram a frequentar a clínica Ravenna. Desde então, a presidente recomenda o método alimentar ao encontrar alguém acima do peso.

O cardápio reduzido de Dilma, que inclui uma sopa de entrada para reduzir o apetite, é preparado pela chef de cozinha do Palácio do Planalto, Andréa Munhoz, que foi até a clínica para definir a melhor alimentação para a presidente. Além da dieta, a presidente também voltou a fazer caminhadas no Palácio da Alvorada.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247