Sob governo Bolsonaro, Amazônia tem segundo pior agosto de desmate, atrás apenas de agosto de 2019

Com os índices de destruição da floresta amazônica em alta, o vice-presidente, Hamilton Mourão, fala no Twitter em "tendência de queda" no desmatamento

Hamilton Mourão, Ricardo Salles e Jair Bolsonaro
Hamilton Mourão, Ricardo Salles e Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Sob a gestão de Jair Bolsonaro e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a Amazônia registrou o segundo maior índice de desmatamento para agosto da história, perdendo apenas para agosto de 2019, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

Ainda que os níveis de destruição da floresta estejam nas alturas, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, já fala no Twitter em "tendência de queda".

Os índices de desmatamento em julho e agosto de 2020 estão abaixo dos registrados nos mesmos meses de 2019, mas ainda sim os dados são preocupantes.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email