Sob governo Bolsonaro, país bate recorde de extrema pobreza com 40 milhões de famílias na miséria

O Brasil vive, sob o governo Bolsonaro, uma profunda crise social. Mais de 40 pessoas estão na miséria

www.brasil247.com - Passar fome no Brasil é uma grande mentira.
Passar fome no Brasil é uma grande mentira. (Foto: AGÊNCIA BRASIL)


247 - O número de famílias na miséria no Brasil, segundo dados de abril, é o maior desde o início dos registros disponíveis do Ministério da Cidadania, a partir de agosto de 2012. Mais de  40 milhões de pessoas vivem nessa condição.

Reportagem publicada pelo UOL neste domingo registra os depoimentos de pessoas atiradas à condição de pobreza extrema no Brasil e ressalta que "família em extrema pobreza é aquela com renda per capita de até R$ 89 mensais". A reportagem assinala que "em regra, são pessoas que vivem nas ruas ou em barracos de favelas". Há ainda 2,8 milhões de famílias vivendo em pobreza (com renda entre R$ 90 e 178 per capita mensais).

Entre os moradores, há adolescentes chefes de família. Casada, a jovem A. C., 15, jogava baralho em uma mesa quebrada com amigos para passar o tempo. Mãe de um bebê de três meses, ela conta que a situação da alimentação precária é o que mais a incomoda.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o professor e pesquisador na área de economia popular Cícero Péricles de Carvalho, da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), o aumento no número de famílias na extrema pobreza pode ser explicado pela recessão e pelo baixo crescimento da economia, aliados aos limites das políticas sociais do governo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia a íntegra

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email