Sob pressão por PEC da prisão em 2ª instância, Alcolumbre propõe nova Constituinte

“A gente podia fazer uma nova [Assembleia Nacional] Constituinte. Todo mundo renunciava aos mandatos e a gente fazia uma nova Constituinte. Estou disposto a fazer. Se for para o bem do Brasil, a gente faz uma Constituinte", disse o presidente do Senado, Davi Alcolumbre

Davi Alcolumbre
Davi Alcolumbre (Foto: Ag. Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Sob pressão para colocar em votação uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que assegure a prisão após condenação em segunda instância, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), defendeu a criação de uma nova Assembleia Nacional Constituinte para mudar a Constituição de 1988. 

“A gente podia fazer uma nova [Assembleia Nacional] Constituinte. Todo mundo renunciava aos mandatos e a gente fazia uma nova Constituinte. Estou disposto a fazer. Se for para o bem do Brasil, a gente faz uma Constituinte", disse Alcolumbre ao jornal Folha de S. Paulo. "Se for esta a prioridade...", completou. 

No início da tarde, Alcolumbre desmentiu sua assessoria – que havia dito que a declaração do parlamentar havia sido uma ironia – e voltou a defender a realização de uma nova Constituinte. "Não [falei com ironia]. Eu quero consultar os líderes. Vou consultar. De repente os líderes podem concordar, vai que dá certo", disse. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247