Solnik: Favreto foi o único juiz que agiu dentro da lei

Ao opinar sobre o imbróglio envolvendo o habeas corpus do ex-presidente Lula, o jornalista Alex Solnik diz que, sendo o juiz de plantão do domingo, o desembargador Rogério Favreto tinha total poder na decisão que tomou; "O que estamos vendo é a desmoralização do habeas corpus no Brasil", opina; assista a íntegra do programa 

Solnik: Favreto foi o único juiz que agiu dentro da lei
Solnik: Favreto foi o único juiz que agiu dentro da lei (Foto: 247 | Sul21)

TV 247 - O programa Boa Noite 247 desta segunda-feira 9 abordou como pauta principal o imbróglio envolvendo o habeas corpus do presidente Lula, que foi concedido pelo juiz de segunda instância Rogério Fraveto e arbitrariamente vetado pelos juízes João Pedro Gebran Neto e Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz. 

O jornalista Paulo Moreira Leite classifica o episódio com "um ato de sabotagem à lei" afirmando que ocorre em países onde onde as instituições não são respeitadas, com um grupo que opera o judiciário e que não respeita mais nada. "O Moro estava de férias e ligou para o delegado da Polícia Federal ordenando que não soltasse Lula, é a destruição do Estado de direito", condena. 

O jornalista Alez Solnik avalia que, sendo o juiz de plantão do domingo, o desembargador Rogerio Favreto tinha total poder na decisão que tomou. "O que estamos vendo é a desmoralização do habeas corpus no Brasil", opina. 

Solnik aponta que, apesar das manobras da grande mídia demonstrarem o contrário, o único que agiu dentro da lei foi Favreto. "Não há nenhuma ilegalidade". 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247>  

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247