Solnik: o Moro virou suco

O jornalista Alex Solnik destaca que Sérgio Moro diminui a gravidade do caixa dois logo na sequência dos esquemas de laranjas envolvendo o PSL; "O Moro está caindo na cilada que todo mundo sabia. Se ele quisesse ter mantido sua aura de juiz, não deveria ter entrado no governo"; "O Moro virou suco também. Ninguém consegue sair ileso de um esquema contaminado por laranjas", completa Solnik; assista o programa Boa Noite 247

Solnik: o Moro virou suco
Solnik: o Moro virou suco

247 - O programa Boa Noite 247 desta terça-feira (19) abordou as propostas da Reforma da Previdência, do pacote "anti-crime" e "anticorrupção". A três medidas, consideradas carro chefe do governo  Bolsonaro, serão encaminhadas ao Congresso Nacional nesta quarta-feira (20). 

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, mudou de opinião no que diz respeito ao caixa dois. Em seu pacote anticorrupção, ele diz que a prática do caixa dois não tem gravidade de corrupção. No entanto, em suas palestras anteriores, ainda como juiz e coordenador da Lava-Jato, ele condenava a prática e dizia que o caixa dois deveria ser considerado crime. 

Ao separar o caixa dois do pacote anti-corrupção, os parlamentares terão mais facilidade para rejeitar o caixa-dois. 

O jornalista Alex Solnik destaca que Moro diminui o caixa dois logo na sequência dos esquemas de laranjas do PSL. "O Moro está caindo na cilada que todo mundo sabia. Se ele quisesse ter mantido sua aura de juiz, não deveria ter entrado no governo".

"O Moro virou suco também. Ninguém consegue sair ileso de um esquema contaminado por laranjas", aponta Solnik.

Já o jornalista Paulo Moreira Leite contesta Moro: "Se caixa dois não é considerado crime, ele deveria rever a pena das pessoas que foram condenadas pela prática na Operação Lava-Jato", critica. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa 

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247