"Somos um dos países mais racistas no mundo", diz Luís Roberto

"O que se passa na sociedade brasileira de hoje beira o inacreditável, porque as manifestações de violência contra qualquer tipo de minoria são gratuitas", diz o narrador Luís Roberto ao comentar a agressão racista de um torcedor do Atlético Mineiro contra um segurança negro no Mineirão, nesse domingo (10)

Luir Roberto e torcedor acusado de racismo
Luir Roberto e torcedor acusado de racismo

247 - O narrador Luis Roberto, da TV Globo, fez duras críticas nesse domingo (10) ao racismo e à intolerância contra minorias que se disseminado no País após a ascensão de Jair Bolsonaro à Presidência da República. 

Durante o programa Seleção SporTV, Luis Roberto falou sobre o episódio no jogo Cruzeiro X Atlético-MG, no Mineirão, em que um torcedor do Atlético gritou para segurança negro “olha sua cor”. 

"Nós somos um dos países mais racistas no mundo e vivemos um momento de intolerância que eu jamais pude supor na minha vida. O que se passa na sociedade brasileira de hoje beira o inacreditável, porque as manifestações de violência contra qualquer tipo de minoria são gratuitas, não tem nenhum embasamento. São próprias da ignorância, da falta de informação. Até os racistas, em países informados, têm cuidado em suas manifestações, embora racistas da mesma forma", afirmou Luís Roberto.

"Eu confesso que, depois de 58 anos de vida e 42 de profissão, eu estou perdendo a eloquência, porque eu percebo que, toda a vez que a gente fala sobre a questão que envolve as minorias, o mundo é pautado pela intolerância às minorias. (...) Quando você se manifesta contra qualquer tipo de minoria, a chance de quem está do seu lado estar contra a minoria é muito grande", seguiu o locutor.  

Assista à agressão racista contra segurança do Mineirão:

Ao vivo na TV 247 Youtube 247