Sônia Guajajara vai à Justiça contra Bolsonaro por racismo

Em vídeo, Jair Bolsonaro defendeu que as comunidades indígenas se integrem ao restante da sociedade e avaliou que, cada vez mais, o índio está "evoluindo" e se tornando um "ser humano igual a nós"

Sônia Guajajara
Sônia Guajajara (Foto: Pablo Albarenga / Mídia NINJA)

247 - A líder indígena Sônia Guajajara afirmou que a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) entrará na Justiça contra Jair Bolsonaro por crime de racismo. Em vídeo divulgado nesta quinta-feira (23), Bolsonaro defendeu que as comunidades indígenas se integrem ao restante da sociedade e avaliou que, cada vez mais, o índio está "evoluindo" e se tornando um "ser humano igual a nós". 

"Nós, povos indígenas originários desta terra, exigimos respeito. Bolsonaro mais uma vez rasga a Constituição ao negar nossa existência enquanto seres humanos", disse Sônia, conforme relato do jornal Folha de S.Paulo. "É preciso dar um basta a esse perverso", acrescentou. 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247