CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

STF libera Pessoa a depor em ação contra Dilma no TSE

Ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, autorizou o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC, a depor no dia 14 de julho em uma ação que apura irregularidades na campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff; o pedido havia sido feito pelo ministro Gilmar Mendes, vice-presidente do TSE e também ministro do STF, depois que o juiz Sérgio Moro afirmou que era preciso liberação do Supremo

Imagem Thumbnail
Ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, autorizou o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC, a depor no dia 14 de julho em uma ação que apura irregularidades na campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff; o pedido havia sido feito pelo ministro Gilmar Mendes, vice-presidente do TSE e também ministro do STF, depois que o juiz Sérgio Moro afirmou que era preciso liberação do Supremo (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, foi liberado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para depor no próximo dia 14 em uma ação que corre no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e apura irregularidades na campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

O aval foi dado pelo ministro Celso de Mello, do STF, que atendeu a um pedido do ministro Gilmar Mendes, vice-presidente do TSE e também ministro do Supremo. O depoimento ocorrerá no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, onde Ricardo Pessoa cumpre prisão domiciliar pela Operação Lava Jato.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A ação no TSE contra Dilma foi movida pelo PSDB, que pediu apuração sobre abuso de poder econômico e político e ainda "obtenção de recursos de forma ilícita" na campanha presidencial de 2014.

Abaixo, reportagem da Agência Brasil sobre o tema:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

STF autoriza depoimento de delator da Lava Jato à Justiça Eleitoral

André Richter - O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou hoje (9) o depoimento do empreiteiro Ricardo Pessoa na ação de investigação eleitoral proposta pelo PSDB contra a coligação da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, vencedora das eleições presidenciais de 2014.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O depoimento está marcado para 14 de julho, na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo. A autorização foi solicitada pelo vice-presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes. Pessoa assinou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF), órgão responsável pelas investigações da Operação Lava Jato.

De acordo com reportagens divulgadas pela imprensa, o empreiteiro citou 18 pessoas que receberam recursos de sua empresa. O depoimento de Ricardo Pessoa atendeu pedido do PSDB e foi autorizado, em junho, pelo ministro ministro João Otávio de Noronha, do TSE.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO